DELIM GÁS

DELIM GÁS

10 de setembro de 2015

Polícia Federal cumpre mandato contra grupo que fraudava bilhetes de loteria

Um grupo que fraudava bilhetes de loteria da Caixa Econômica Federal foi desarticulado pela Polícia Federal. A Operação Desventura descobriu que o esquema era feito por meio de correntistas do banco. Essas pessoas foram usadas para recrutar gerentes da Caixa para a fraude. De acordo com a PF, um ex-jogador de futebol da seleção brasileira compõem o grupo dos correntistas.
Os gerentes da Caixa envolvidos na fraude validavam os bilhetes falsos e viabilizavam o recebimento do prêmio. Um dos envolvidos foi preso em flagrante, durante as negociações, enquanto tentava aliciar um gerente para o saque de um bilhete de loteria de R$ 3 milhões. Ele foi liberado pela PF e depois executado.
Ao todo são 54 mandados judiciais: cinco de prisão preventiva, oito de prisão temporária, 22 conduções coercitivas e 19 de busca e apreensão nos Estados de Goiás, Bahia, São Paulo, Sergipe, Paraná e no Distrito Federal.
Crimes
Se comprovados os crimes, o grupo responderá por organização criminosa, estelionato qualificado, tráfico de influência, corrupção ativa e passiva, falsificação de documento público, evasão de divisas.

Os prêmios não sacados pelos reais ganhadores seriam destinados ao Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).
Agência CNM, com informações da Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário