DELIM GÁS

DELIM GÁS

21 de outubro de 2015

Governo define medidas para ampliar abastecimento de água em Mossoró

O Governador Robinson Faria recebeu hoje (21) em audiência os diretores do Sindicato da Construção Civil de Mossoró (Sinduscon) para tratar da melhoria e ampliação do abastecimento de água naquela cidade, o que permitirá a construção de novos empreendimentos imobiliários.

Através da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), o Governo do Estado vai otimizar a oferta de água dos atuais poços em produção, instalar hidrômetros nas unidades consumidoras que ainda não possuem e firmar entendimento – provavelmente uma Parceria Público Privada – com empresários da construção civil para perfuração de um novo poço profundo.

O entendimento firmado nesta quarta-feira vai permitir que o setor da construção civil em Mossoró mantenha os investimentos previstos para 2016 e a construção de cinco mil novos imóveis. O presidente do Sinduscon, Jorge do Rosário, ressaltou a importância do Governo investir para melhorar o abastecimento no município.


Robinson Faria enfatizou que a atual administração tem o compromisso de fomentar a economia, garantir os atuais empregos e ampliar a oferta de novas oportunidades de trabalho. “A construção civil é um setor com grande capacidade de empregabilidade. E quando o Governo atua para atender demandas como a do abastecimento de água, está atuando para incentivar as atividades econômicas, a construção civil e fortalecer o crescimento da economia, fazendo o Estado se desenvolver”, declarou o Governador.

A audiência aconteceu na sede da Governadoria, em Natal, e contou com a presença do Secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Flávio Azevedo, do presidente da Caern, Marcelo Toscano, do presidente da Companhia Estadual de Habitação (Cehab), Carlos Antonio de Araújo, do diretor-geral do Idema Rondinelle Oliveira, do prefeito de Mossoró, Francisco José Silveira Júnior, e dos diretores do Sinduscon daquela cidade Marcelo Conrado, Sérgio Freire e Leopoldo Medeiros. O superintendente da Caixa Econômica Federal no Rio Grande do Norte, Roberto Sérgio Linhares também participou da audiência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário