DELIM GÁS

DELIM GÁS

21 de outubro de 2015

Wilma decide destino do PSB em Natal no início de 2016

A presidente do PSB/RN, Wilma de Faria, deve definir o destino do partido em Natal nos primeiros meses de 2016. Essa foi uma das afirmações dada pela vice-prefeita da capital na noite desta terça-feira, 20, no Repórter 98, da 98 FM Natal, apresentado por Felinto Rodrigues e Jean Valério.

Questionada sobre a declaração do presidente da Fundação João Mangabeira (instituição de formação política do PSB), ex-governador do Espírito Santo, Renato Casagrande - que participou de evento em Natal neste início de semana - em que ele falou que a executiva nacional defende candidatura à prefeitura do Natal, a ex-governadora voltou a afirmar que possuem excelentes nomes para o pleito (além dela, o da deputada Marcia Maia e da vereadora Julia Arruda) e que isso será definido em janeiro ou fevereiro de 2016. "O PSB tem o projeto de apresentar candidato a presidente em 2018 e nossa meta é fortalecer o partido nas capitais e cidades-polo. Por isso, vamos conversar para ver o que é melhor".

BRASIL E RN

Na entrevista, que durou quase uma hora, a ex-governadora falou sobre a política nacional e regional. A dirigente foi inicialmente questionada sobre as contradições dos petistas em relação à administração do ministro da Fazenda, Joaquim Levy, que tem dividido opiniões do partido governista. Para Wilma, o governo Dilma vem sendo contraditório desde a campanha, quando "se posicionou contra algumas medidas, que hoje foram tomadas pela presidente".

A líder peessebista voltou a afirmar que o PSB "não é a favor de um impeachment de qualquer jeito. Fazemos oposição de independência, procurando as melhores saídas para os problemas", disse Wilma enfatizando: "Defendemos o Pacto Federativo. Isso é fundamental e precisa ser apoiado por prefeitos, governadores, deputados, senadores, por todos da política".

Wilma de Faria ainda enfatizou sua maior preocupação. "Para mim, a questão mais importante para se resolver é a saúde. Quem não tem plano de saúde está sofrendo muito. O município e o Estado não têm como fazer a saúde funcionar sem ajuda do Governo Federal", afirmou.

Por fim,  conversaram sobre o HUB da Latam, em que o Rio Grande do Norte tem possibilidade de conquista. "Temos que esquecer qualquer questão política. Precisamos nos unir, para lutar e conquistar o HUB da Latam para o RN. Nosso aeroporto tem capacidade e nossa localização geográfica é favorável. O RN precisa desse investimento", finalizou Wilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário