DELIM GÁS

DELIM GÁS

6 de novembro de 2015

Novembro Azul: urologistas e oncologistas firmam diretrizes comuns para o tratamento do câncer de próstata

Em meio à campanha de conscientização sobre o câncer de próstata, a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (Sboc) firmaram o 1.º Consenso Brasileiro de Tratamento do Câncer de Próstata Avançado. As duas entidades unificaram as diretrizes sobre como orientar os médicos no melhor caminho a ser seguido, em benefício dos pacientes.

"As duas especialidades juntas [urologia e oncologia] têm que falar a mesma língua para beneficiar os pacientes", defendem. As diretrizes foram submetidas à análise de um grupo formado por oito oncologistas, oito urologistas e dois médicos nucleares. Eles avaliaram 40 questões relevantes sobre o tema.

O grupo chegou em consenso em relação às novas drogas para tratamento da doença. E sobre a não indicação de algumas medicações antigas, mas utilizadas até hoje. A ciproterona é um exemplo de droga que não apresenta muito benefício. Métodos de imagem e de diagnóstico para acompanhamento do câncer também foram discutidos.

Diretrizes
Médicos associados à SBU e à Sboc receberão as diretrizes por meio de um documento que será distribuído por elas. Também será publicado um artigo científico no Jornal Brasileiro de Urologia, assinado pelas duas entidades. Para elas, este documento vai ajudar o paciente a ter acesso às novas drogas junto aos planos de saúde e ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a SBU, nos últimos cinco anos houve progressos no tratamento da fase mais avançada do câncer de próstata. Mas, a doença é uma ameaça, pois 68,8 mil novos casos de câncer de próstata surgem a cada ano. Deste total, 10% são diagnosticados em estágio avançado. E o pior: 51% dos homens nunca consultaram um urologista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário