DELIM GÁS

DELIM GÁS

14 de abril de 2016

TJRN empossa 40 novos juízes amanhã (15); solenidade será transmitida ao vivo

Os 40 novos juízes substitutos do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte serão empossados nesta sexta-feira (15), em sessão solene realizada às 17h, na Escola da Magistratura do RN (Esmarn), presidida pelo desembargador Claudio Santos. A nomeação dos novos magistrados é classificada pelo presidente do TJRN como o momento mais importante do Judiciário nos últimos anos.

Os internautas poderão acompanhar a solenidade de posse ao vivo pelo site do TJRN. A cobertura do evento será feita também por meio das redes sociais, com informações nos perfis do TJRN no Twitter, Facebook e Instagram.

Cerca de 400 pessoas entre membros do Judiciário, representantes do Ministério Público, Ordem dos Advogados e familiares dos novos magistrados são esperadas no evento.

“Essa era uma necessidade que vinha se arrastando há anos. Teremos uma melhoria sensível no número de processos julgados”, ressalta o desembargador Claudio Santos. Quando assumirem suas comarcas, os novos juízes irão zerar o déficit existente nas comarcas do interior do RN. Até então, 35 das 65 comarcas potiguares estão sem juízes titulares. O concurso público para ingresso na magistratura foi iniciado em 2012 e contou com 4.462 candidatos inscritos.

Economia
O desembargador Claudio Santos destacou nesta quinta-feira (14) que a nomeação de 40 novos juízes irá reduzir ainda mais os gastos do Poder Judiciário potiguar com diárias. As comarcas sem juiz titular geram a necessidade de deslocamento de juízes de outras unidades, substituições, o que acarretava maiores despesas à Justiça Estadual.


“Em 2015 comparando-se com 2014, conseguimos reduzir os gastos com diária em 48% e agora com os novos magistrados, vamos diminuir em mais 50% do montante atual, os valores com custos relacionados a deslocamento de magistrados”, estima o presidente do TJRN.
Formação
Após tomarem posse, os 40 novos juízes da Justiça Estadual passarão pelo Curso de Formação Inicial de Magistrados, realizado pela Esmarn, com duração de quatro meses. O curso objetiva o desenvolvimento de conhecimentos, habilidades e atitudes minimamente suficientes ao pleno exercício da jurisdição, focando aspectos técnico-jurídicos, gerenciais ou deontológicos, com eixos teóricos e práticos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário