DELIM GÁS

DELIM GÁS

31 de maio de 2016

Governo busca alternativas para atender pescadores

O governador em exercício Fábio Dantas recebeu nesta terça-feira (31) uma comissão de representante de colônias de pescadores em águas internas de todo o Estado para tratar da situação de fragilidade em que se encontram. Os pescadores estão impossibilitados de exercer suas atividades por causa do baixo nível das águas dos reservatórios ocasionado pela ausência de chuvas.

Segundo o subcoordenador de pesca e aquicultura da Secretaria de Estado da Agricultura, Pesca e Pecuária (Sape), Alberto Cortez, são 16 mil pescadores prejudicados e que se encontram em situação de fragilidade alimentar juntamente com suas famílias.

Ao ouvir o relato dos pescadores, Fábio Dantas disse que vai solicitar aos técnicos da Secretaria de Estado de Trabalho, Habitação e Ação Social (Sethas) um levantamento para verificar a possibilidade de oferecer cestas básicas às famílias até que a situação seja normalizada.


Também foi tratado sobre a ausência de um seguro-defeso para os pescadores de águas interiores e a possibilidade de buscar apoio junto ao Governo Federal. A gravidade da situação tem levado muitos pescadores a se utilizarem de matrizes ovadas para se alimentar, o que trará consequências futuras na produção.

“Estamos solicitando à Sethas um levantamento sobre a possibilidade de utilizar parte dos recursos do Fundo da Pobreza, que mantém os programas do Leite e o Restaurante Popular, para uma ação emergencial aos pescadores e pescadoras. E também vamos fazer gestões junto ao Governo Federal para contornar problemas de inadimplência junto ao Pronaf e buscar alternativas”, afirmou Fábio Dantas.

Compareceram à reunião representantes de colônias de Pescadores dos municípios de Pau dos Ferros, Ipanguaçu, Nísia Floresta e Cruzeta. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Sousa também participou da reunião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário