DELIM GÁS

DELIM GÁS

15 de junho de 2017

Aplicativo deve ampliar o acesso da população às informações de saúde

Um aplicativo foi criado com o intuito de ampliar o acesso da população às informações de saúde. Intitulado e+SAÚDE – canal de comunicação do Ministério da Saúde –, a ferramenta deve oferecer, de forma online, informações como o acesso aos dados do cartão nacional de saúde, lista de medicamentos retirados nas unidades de saúde, acompanhamento do cartão de vacinação, exames realizados, entre outros.

O e+Saúde estará disponível para os sistemas operacionais iOS e Android, além de possibilitar acesso por tablets e smartphones. Segundo a pasta, o uso da tecnologia deve evitar o desperdício no Sistema Único de Saúde (SUS).

Para a pasta, a tecnologia vai aproximar ainda o contato entre os pacientes e as unidades de saúde distribuídas em todo o Brasil, entre elas: farmácia popular, postos de saúde, serviços de urgência, academia da saúde, hospital, maternidade, centro de atenção psicossocial, maternidade e centro de especialidade. Basta o cidadão acessar o aplicativo que melhor local para o atendimento é indicado.

Denúncias
O cidadão vai poder fazer denúncias online por meio da Ouvidoria do SUS 136.
Nessa opção, o usuário pode relatar queixas de atendimentos, além de questionar possíveis atendimentos não realizados e que constam no cadastro do usuário do SUS.

Para o funcionamento do aplicativo e+Saúde, o Ministério da Saúde está interligando os sistemas de informação do SUS que já estão em funcionamento. A ferramenta já conta com informações do Hórus, Hemovida, Cartão SUS, CNES, e-sus Atenção Básica, Ouvidoria e o Sistema DE Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI).

Agência CNM, com informações da Agência Saúde MS

Nenhum comentário:

Postar um comentário