DELIM GÁS

DELIM GÁS

17 de janeiro de 2018

Os vereadores em 2004 impediram a reforma da praça e agora vão impedir novamente? Ou a lei de tombamento valia para Zeca Pantaleão e agora não vale para Gilson Dantas?

Foto 2005: Helder Alexandre
Quando eu vejo o prefeito Gilson Dantas (PMDB) acompanhado de alguns vereadores e engenheiros estudando de como será a reforma da Praça Caetano Dantas, no centro da cidade de Carnaúba dos Dantas, meu pensamento voa longe.

O ex-prefeito Zeca Pantaleão (PMDB) conseguiu em 2003 uma verba de R$ 100 mil reais para reforma da referida praça. Os recursos foram liberados e o então prefeito deu início as obras.

Mas a oposição bastante combativa e liderada pelo então vereador Sergio Eduardo Medeiros de Oliveira fez várias denúncias ao Ministério Público de Acari e ao IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) pedindo a IMEDIATA PARALISAÇÃO DA OBRA sob a alegação de que a referida praça era tombada por lei municipal. De fato, a Praça Caetano Dantas foi Tombada Patrimônio Histórico local pelo disposto na Lei Municipal nº 470/2003, de 04 de maio de 2003, através de projeto de autoria do então vereador oposicionista Marcos Antônio Dantas.

Resultado. A obra foi embargada e somente na gestão seguinte do ex-prefeito Boboca (PR) a mesma foi reiniciada depois de muitas reuniões com o Ministério Público em Natal e IPHAN. O projeto original foi totalmente reformado e só assim a praça pôde finalmente ser iniciada.

O historiador e Especialista em Patrimônio Histórico-Cultural e Turismo – UFRN, Dr. Helder Alexandre Medeiros de Macedo, em sua obra “INVENTÁRIO DO PATRIMÔNIO IMATERIAL DE CARNAÚBA DOS DANTAS IV: LUGARES DE SOCIABILIDADE” fez com razão críticas às inúmeras reformas feitas ao longo dos anos pelos prefeitos e que modificaram a estrutura original, especialmente ao então projeto, que de fato modificava e muito a referida praça.

Vejo agora o prefeito com seus vereadores analisando um projeto de reforma da praça.

Aí vem a pergunta: vão mexer numa praça tombada sem ouvir o IPHAN, o Ministério Público e, principalmente consultar a lei municipal de tombamento da mesma? Ou a lei valeu para Zeca Pantaleão e agora não vale para Gilson Dantas?

É só uma pergunta.

Fonte: Carnaúba Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário